Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos da Célula > OS PODEROSOS FILISTEUS

Estudos da Célula

OS PODEROSOS FILISTEUS
 

Os Poderosos Filisteus (Ricardo Wagner, ap.)

Durante a história de Israel havia um inimigo constante contra a conquista de Canaã. Um inimigo muito maior e mais poderoso que os hebreus: os Filisteus.

a. Os filisteus eram tão poderosos que quando Deus tirou o povo de Israel do cativeiro egípcio para leva-los a terra de Canaã, Deus fez com que eles não passassem perto dos Filisteu para não desanimá-los vendo que teriam que pelejar com um povo tão poderoso.

Ex 13:17-18 NVI – “17 Quando o faraó deixou sair o povo, Deus não o guiou pela rota da terra dos filisteus, embora este fosse o caminho mais curto, pois disse: “Se eles se defrontarem com a guerra, talvez se arrependam e voltem para o Egito”. 18 Assim, Deus fez o povo dar a volta pelo deserto, seguindo o caminho que leva ao mar Vermelho.”

b. Posteriormente quando Israel entrou em batalha contra os Filisteus, o poderoso exército dos filisteus causou um verdadeiro pânico nos soldados israelenses:

I Sm 13:5-6 – “5 Reuniram-se os filisteus para pelejar contra Israel ... 6 Vendo, pois, os homens de Israel que estavam em apuros (porque o povo estava apertado), esconderam-se pelas cavernas, e pelos buracos, e pelos penhascos, e pelos túmulos, e pelas cisternas.”

c. Numa batalha de Israel com os Filisteus, Israel foi tão vergonhosamente derrotado que morreram 30.000 soldados hebreus em uma só batalha.

I Sm 4:10 – “10 Então os filisteus lutaram e Israel foi derrotado; cada homem fugiu para a sua tenda. O massacre foi muito grande: Israel perdeu trinta mil homens de infantaria.”

A pergunta é, por que os Filisteus eram tão poderosos? A resposta: os Filisteus eram poderosos, pois era o único povo daquela região que dominava a tecnologia da metalurgia. Em seu auge, o exército Filisteu era o mais poderoso de Canaã. Pesquisas atuais revelam o elevado grau de sofisticação na produção de artefatos de metal e de outros materiais deste povo. Graças a seu avançado estágio de trabalho em metalurgia, quase sempre quando os Filisteus iam a guerra contra os Hebreus, seus exércitos eram vitoriosos. A tecnologia da metalurgia os habilitava a fazer:

a. Carros de guerra ou bigas de ferro. “Mas (os israelitas) não puderam expulsar os moradores do litoral (filisteus) porque estes tinham carros de ferro (Jz 1:19). Na primeira tradução do VT para o grego (a Septuaginta) diz: “porque tinham carros de guerra com foices de ferro”. I Sm 13:5 diz: “Os filisteus reuniram-se para lutar contra Israel, com três mil carros de guerra, seis mil condutores de carros e tantos soldados quanto a areia da praia.

b. Armas como espadas e lanças. Nas guerras os filisteus estavam tremendamente aparelhados com toda espécie de armamentos, e nenhum soldado Hebreu possuía qualquer tipo de armas com estas.

I Sm 13:19-22 – “19 Naquela época não havia nem mesmo um único ferreiro em toda a terra de Israel, pois os filisteus não queriam que os hebreus fizessem espadas e lanças. 20 Assim, eles tinham que ir aos filisteus para afiar seus arados, enxadas, machados e foices. 21 O preço para afiar rastelos e enxadas era oito gramas de prata, e quatro gramas de prata para afiar tridentes, machados e pontas de aguilhadas. 22 Por isso, no dia da batalha, nenhum soldado de Saul e Jônatas tinha espada ou lança nas mãos, exceto o próprio Saul e seu filho Jônatas.”

c. Armadura defensiva como vestimenta. Pelo conhecimento da metalurgia e forjaria, eles faziam armaduras como vestimenta de proteção para guerra. Podemos ver isto na forma que Golias, o gigante filisteu, estava vestido quando lutou com Davi: “5 Ele (Golias) usava um capacete de bronze e vestia uma couraça de escamas de bronze que pesava sessenta quilos; 6 nas pernas usava caneleiras de bronze” (I Sm 17:5-6).

PERGUNTAS: Alguma vez já te deparaste com inimigos que são maiores e mais fortes que você? Qual foi sua atitude?

Apesar do inimigo ser tão grande, Deus sempre mostrou que Deus entregaria todos inimigos nas mãos de Israel, mesmo sendo mais fracos. O Senhor disse para Israel que Ele “expulsará todas essas nações da presença de vocês, e vocês despojarão nações maiores e mais fortes do que vocês. (Dt 11:23)

Mesmo diante de todo poderio Filisteu, Deus mostrou que Ele pode livrar “do meu inimigo poderoso, dos meus adversários, fortes demais para mim” (Sl 18:17). Se não bastasse toda esta superioridade bélica, ainda os Filisteus vieram contra Israel com o gigante Golias. Mas o Senhor envergonhou os soberbos filisteus. Contra um gigante experiente Deus levantou um rapaz principiante. Contra espadas e lanças, Davi foi com paus e pedras (funda). E contra a confiança na força do homem, Davi foi contra Golias e todo o exército Filisteu em “nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel” e envergonhou os poderosos Filisteus (Sl 119:78). (Leia I Sm 17:1-54 especialmente versículos 33,43,45, 47,51)

PERGUNTAS: Como diante de tão grandes desafios podemos ainda assim confiar em Deus?

Reunião da Célula

1. Encontro

a. A célula foi feita para ganhar e consolidar pessoas. Este é o foco principal. Então toda célula deve estar voltada para trazer pessoas novas e as acolhermos como uma família recebe um novo bebê em sua casa.

b. Peça para as pessoas que trouxeram os visitantes, apresentarem estas pessoas. Receba a todos com muita expectativa e amor.

c. Quebra Gelo. Pergunta: Você conhece pessoas de outros lugares com culturas diferentes da sua? Conte alguma coisa na cultura/costumes de outras pessoas que deixaram você espantado quando soube.

2. Exaltação

a. Se houver possibilidade, cante dois cânticos bem alegres. Se não há que toque um instrumento, seria interessante que se tenha um aparelho de som e se colocasse uma música pré-selecionada que todos possam cantar juntos. Pode ser até um celular.

b. Este é um momento para criar um ambiente onde o Espírito Santo se sinta a vontade. Então, não leve esta parte da célula com leviandade. Deste momento depende o agir de Deus durante a reunião.

c. Faça um concerto de oração (quando todos oram juntos por um tempo determinado – 1 ou 2 minutos pelo mesmo assunto) para que todos sejam tremendamente transformados nesta reunião.

3. Edificação

a. O objetivo desta ministração é levar as pessoas a não olharem para a grandeza de seus inimigos, desafios ou dificuldades. Quando Deus faz um promessa como ele fez para os Hebreus, Não importa quanto poderosos são os impedimentos, o Senhor cumpre suas promessas pelo seu poder.

b. É importante levar as pessoas a verem que para o nosso Deus não há impossíveis.

4. Evangelismo

a. Provavelmente as pessoas da célula estão diante de inimigos e desafios tão grandes como os Filisteus. Ore para que enfrentem tudo isto como Davi, no poder do Senhor do Exércitos.

b. Aproveite para levar as pessoas que ainda não conhecem a Jesus a se entregarem a ele.

c. Ore pelas pessoas que estão na lista de oração. Faça algo criativo para as pessoas sentirem verdadeiramente que esta lista é muito importante.

d. Dê os avisos necessários.

e. Orem pela liderança da sua igreja e da Rede Apostólica.

f. NUNCA deixe de compartilhar os objetivos da célula, discutir como estão avançando nestes objetivos, estabelecer estratégias e orar por eles. Faça SEMPRE isto.

g. Não esqueça de fazer mensalmente a REUNIÃO FESTIVA para facilitar trazer novas pessoas para a célula.

Observações:

Na parte da Edificação da célula (ministração da Palavra) a coisa mais importante é a interação de todas as pessoas. Quanto mais as pessoas participarem, mais produtiva será a reunião. Este é o motivo das perguntas: levar as pessoas a interagirem na célula. Se não acontece muita participação, faça mais perguntas.

23/04/2019

Veja Mais...

15/Abr/2019

COAUTORES DA HISTÓRIA.

 
08/Abr/2019

COMO AGRADAR A DEUS.

 
18/Mar/2019

AÍ VEM O SONHADOR.