Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos da Célula > NÃO TE DEIXAREI IR SE ME NÃO ABENÇOARES

Estudos da Célula

NÃO TE DEIXAREI IR SE ME NÃO ABENÇOARES
 

Não te deixarei ir se me não abençoares (Ricardo Wagner, ap.)

Num determinado momento de confusão e instabilidade na vida do patriarca Jacó, o Anjo do Senhor se apresentou a ele quando durante toda noite teve uma verdadeira batalha com Deus. No final da história, ao amanhecer, o Anjo queria ir embora e disse a Jacó: “Deixa-me ir, pois já rompeu o dia.” Mas Jacó respondeu: “Não te deixarei ir se me não abençoares” (Gn 32:26). Através deste posicionamento emblemática de Jacó diante do Senhor ele foi abençoado de sorte que toda sua história mudou. A partir daquele momento Deus mudou seu nome para Israel e ele se tornou o herdeiro patriarca de tudo o que Deus havia prometido a Abraão e Isaque. Jacó sabia que Deus tinha bênçãos para sua vida e ele não deixou que o Senhor se ausentasse sem que o abençoasse.

A palavra “abençoar” no hebraico vem da raiz que significa “joelhos”. Na época bíblica o joelho era conhecido pelos hebreus literalmente como um símbolo de liberdade, talvez por causa da agilidade do joelho, mas provavelmente mais porque joelhos ágeis dão liberdade a uma pessoa. Os joelhos gastos ou presos são literalmente uma maldição: eles restringem a pessoa de se movimentar livremente.

Quando Deus professa maldição sobre o povo que fosse desobediente, e fala a respeito do impedimento de prosperar, Ele diz que os joelhos seriam feridos de úlcera, assim, não poderiam mais ter liberdade e prosperidade.

Dt 28:35 – “O SENHOR te ferirá com úlceras malignas nos joelhos e nas pernas, das quais não te possas curar, desde a planta do pé até ao alto da cabeça.”

Dentro deste contexto, a palavra abençoar significa dar liberdade e autorização para a pessoa avançar e prosperar. Justamente o contrário da palavra amaldiçoar que significa colocar impedimento, peso e restrição.

Jacó sabia que o Senhor é quem abençoa e ele não perdeu a oportunidade de ter a sua bênção, sua liberação e caminhos abertos para avançar e prosperar. Parece que desde muito cedo Jacó já era um aficionado por ter a bênção de Deus sobre sua vida. O profeta Oséias descreveu esta atitude de Jacó da seguinte forma:

Os 12:2-4 NVI – “O Senhor ... de acordo com suas ações (de Jacó) lhe retribuirá. No ventre da mãe segurou o calcanhar de seu irmão; como homem lutou com Deus. Ele lutou com o anjo e saiu vencedor; chorou e implorou o seu favor. Em Betel encontrou a Deus, que ali conversou com ele.”

Jacó mostrou em tudo que estava disposto a lutar pela bênção de Deus, pois sabia que a verdadeira bênção procede apenas do Senhor.

Sl 3:8 NVI – “Do Senhor é a salvação. A tua bênção esteja sobre o teu povo!”

PERGUNTAS: O que você percebe na grande maioria das pessoas, elas enfrentam tudo para ter a vitória ou cedo desistem?

No Novo Testamente temos outro exemplo de uma mulher que veio buscar a bênção de livramento e cura para sua filha.

Mt 15:21-28 – “21 Partindo Jesus dali, retirou-se para os lados de Tiro e Sidom. 22 E eis que uma mulher cananéia, que viera daquelas regiões, clamava: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim! Minha filha está horrivelmente endemoninhada. 23 Ele, porém, não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, aproximando-se, rogaram-lhe: Despede-a, pois vem clamando atrás de nós. 24 Mas Jesus respondeu: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. 25 Ela, porém, veio e o adorou, dizendo: Senhor, socorre-me! 26 Então, ele, respondendo, disse: Não é bom tomar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos. 27 Ela, contudo, replicou: Sim, Senhor, porém os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus donos. 28 Então, lhe disse Jesus: Ó mulher, grande é a tua fé! Faça-se contigo como queres. E, desde aquele momento, sua filha ficou sã.”

Percebemos características similares na história de Jacó e na história desta mulher.

a. Jacó havia sido ferido pelo Anjo, mas nem por isto desistiu ou se escandalizou. A mulher cananéia parece ter sido desprezada por Jesus, mas não se escandalizou ou desistiu (este é um teste se a pessoa realmente quer a bênção).

b. Apesar de passar uma noite toda com o Anjo do Senhor, Jacó não desistiu de receber a bênção. A mulher cananéia insistentemente perseguia Jesus, a tal ponto dos seus discípulos pedirem para Jesus que a despedisse. Ela não desistiu nem foi vencida pelo tempo.

c. Jacó sabia que o Senhor poderia o abençoar e foi resoluto em dizer que não deixaria que o Anjo do Senhor fosse embora antes de ser abençoado. A mulher cananéia insistiu resolutamente com Jesus, pois sabia que Ele tinha poder para libertar e curar sua filha.

d. Ambos foram abençoados.

PERGUNTAS: Como normalmente nós agimos quando somos desprezados ou quando não alcançamos logo o que queremos?

Reunião da Célula

1. Encontro

a. Enquanto as pessoas forem chegando, você pode deixar uma música de fundo rodando no ambiente. Isto ajuda a preparar o ambiente para célula e deixa mais descontraído.

b. Nunca deixe de dar muita atenção para os novos na célula. Eles precisam se sentir especiais (como realmente são).

c. Peça para as pessoas que trouxeram os visitantes, apresentarem estas pessoas. Receba a todos com muita expectativa e amor.

d. Quebra Gelo: Pergunta: Qual você julga ser o ponto mais forte de sua vida em como ajudar outras pessoas? (exemplos: gosta de servir, ensinar, visitar hospitais, liderar...)

2. Exaltação

a. Se houver possibilidade, cante dois cânticos bem alegres. Se não há quem toque um instrumento, seria interessante que se tenha um aparelho de som e se colocasse uma música pré-selecionada que todos possam cantar juntos. Pode ser até um celular.

b. A presença de Deus é que faz com que as pessoas sejam transformadas na célula. Então valorize este momento para todos entenderem que sobretudo a presença de Deus deve ser valorizada e desejada.

c. Ore pelo andamento da célula e por cada pessoa!

3. Edificação

a. As dificuldades da vida têm um poder de gerar desânimo e consequentemente limitar as pessoas de avançarem naquilo que Deus tem para elas.

b. Esta ministração tem o objetivo de mostrar que podemos (e devemos) insistir diante de Deus naquilo que Ele tem a nossa disposição. Somos provados e testados para ver se realmente queremos algo. No momento que Deus percebe nossa posição resoluta, os resultados certamente virão.

4. Evangelismo

a. Leve as pessoas de sua célula a se colocarem resolutos em seus objetivos e lutarem diante de Deus sem desistirem por aquilo que almejam. O Senhor responderá!

b. Ore sempre pelas necessidades das pessoas (pode fazer uso da cadeira da bênção para esta oração).

c. Aproveite para levar as pessoas que ainda não conhecem a Jesus a se entregarem a ele.

d. Ore pelas pessoas que estão na lista de oração. Faça algo criativo para elas sentirem verdadeiramente que esta lista é muito importante.

e. Dê os avisos necessários.

f. Orem pela liderança da sua igreja e da Rede Apostólica.

g. NUNCA deixe de compartilhar os objetivos da célula, discutir como estão avançando nestes objetivos, estabelecer estratégias e orar por eles. Faça SEMPRE isto.

h. Não esqueça de fazer mensalmente a REUNIÃO FESTIVA para facilitar trazer novas pessoas para a célula. 

Observação: A oração é um dos ítens mais importante na vida de uma célula. Organize momentos de oração extra a reunião da célula para orarem com paixão pelo crescimento e multiplicação da célula.

13/07/2020

Veja Mais...

03/Ago/2020

DESCANSAR EM DEUS.