Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos da Célula > OLHAR PARA TRÁS E ESQUECER DA PROMESSA

Estudos da Célula

OLHAR PARA TRÁS E ESQUECER DA PROMESSA
 

Olhar para Trás e Esquecer da Promessa (Ricardo Wagner, ap.)

O povo de Israel quando da peregrinação do Egito para Canaã, dez vezes murmurou contra Moisés. A grande maioria das vezes lembravam e referenciavam as coisas do Egito e propondo inclusive de voltar para a escravidão.

Nm 14:20-23 “20 Tornou-lhe o SENHOR: ... 22 nenhum dos homens que, tendo visto a minha glória e os prodígios que fiz no Egito e no deserto, todavia, me puseram à prova já dez vezes e não obedeceram à minha voz, 23 nenhum deles verá a terra que, com juramento, prometi a seus pais, sim, nenhum daqueles que me desprezaram a verá.” Vejamos as 10 vezes:

1. Quando os israelitas estavam entre o exército do Faraó e o Mar à frente, eles clamam ao Senhor e reclamam a Moisés: “Será, por não haver sepulcros no Egito, que nos tiraste de lá, para que morramos neste deserto? Por que nos trataste assim, fazendo-nos sair do Egito? Não é isso o que te dissemos no Egito: deixa-nos, para que sirvamos os egípcios? Pois melhor nos fora servir aos egípcios do que morrermos no deserto.” (Ex 14:10-12)

2. Partindo os israelitas do deserto de Sur, por três dias não encontrarm água, até chegarem a Mara. Havia água em Mara, mas era tão amarga que ninguém pode beber. Então o povo reclamou novamente com Moisés. (Ex 15:22-24)

3. Um mês após sua partida do Egito, os israelitas passam fome e reclamam, dizendo: “3 Quem nos dera tivéssemos morrido pela mão do SENHOR, na terra do Egito, quando estávamos sentados junto às panelas de carne e comíamos pão a fartar! Pois nos trouxestes a este deserto, para matardes de fome toda esta multidão.” (Leia Ex 16:1-3)

4. Quando Deus começa a enviar aos israelitas o maná para comer todas as manhãs, Moisés os adverte contra a tentativa de salvar parte de sua porção diária e comê-la no dia seguinte. Apesar do aviso, no entanto, alguns deles experimentam e aprendem que o maná cria vermes e começa a feder se deixado durante a noite. (Ex 16:11-20)

5. Também sobre a coleta do maná, Moisés disse que eles deveriam reunir o dobro do normal na manhã anterior a cada sábado, porque Deus não enviaria o maná no sábado. Ainda assim, alguns israelitas saem no primeiro sábado de manhã (dia de descanso) para reunir maná após esse comando. Claro que não encontram. (Ex 16:25-30)

6. Quando os israelitas chegam a Refidim, reclamam porque não há água para beber. Eles perguntam a Moisés: “3 Por que nos fizeste subir do Egito, para nos matares de sede, a nós, a nossos filhos e aos nossos rebanhos?” Suas queixas são sérias o suficiente para Moisés pensar que vão apedrejá-lo. (Ex 17:1-4)

7. Estando os israelitas acampados na base do monte Sinai, Moisés sobe a montanha para ficar sozinho com Deus e receber revelação. Moisés passou lá 40 dias. As pessoas pensavam que ele nunca mais voltaria. Então eles fizeram um bezerro de ouro para servir como seu novo deus. Eles o adoram e oferecem sacrifícios a ele. (Ex 32:1-6)

8. Três dias após a partida do monte Sinai, os israelitas se queixam novamente. A Bíblia não nos diz exatamente sobre o que eles reclamam nesta ocasião, mas as queixas são irritantes o suficiente para Deus, tanto que, isso faz com que Ele queime algumas das pessoas até a morte com fogo. (Nm 11:1-3)

9. Logo após as mortes por fogo, os israelitas se queixam novamente da situação alimentar. Desta vez, estão cansados de comer o maná e anseiam pela comida do Egito. “4 E o populacho que estava no meio deles veio a ter grande desejo das comidas dos egípcios; pelo que os filhos de Israel tornaram a chorar e também disseram: Quem nos dará carne a comer? 5 Lembramo-nos dos peixes que, no Egito, comíamos de graça; dos pepinos, dos melões, dos alhos silvestres, das cebolas e dos alhos.” (Nm 11:4-5)

10. Quando os 12 espias de Israel voltam de analisar a terra de Canaã, eles disseram ao povo que Canaã era uma terra de gigantes que devora aqueles que tentam habitá-la. Isso faz com que o povo se queixe contra Moisés e Arão, dizendo: “Tomara tivéssemos morrido na terra do Egito ou mesmo neste deserto! 3 E por que nos traz o SENHOR a esta terra, para cairmos à espada e para que nossas mulheres e nossas crianças sejam por presa? Não nos seria melhor voltarmos para o Egito? 4 E diziam uns aos outros: Levantemos um capitão e voltemos para o Egito.” (Nm 14: 1-4)

Observe que a maioria das vezes eles se queixavam e se referiam ao Egito. Estavam pensando no passado, por isto murmuravam, pecaram e não entraram na terra prometida. Agora veja o que Deus falou de outros homens (Abraão) que saíram de igualmente de sua terra (Ur dos Caldeus): “15 Se estivessem pensando naquela (terra) de onde saíram, teriam oportunidade de voltar. 16 Em vez disso, esperavam eles uma pátria melhor.” (Hb 11:15-16 NVI)

PERGUNTAS: Discuta na célula as seguintes afirmações:

a. Eles erraram porque pensavam no passado. Abraão não foi tentado pois estavam pensando numa esperança futura!

b. Baseado no verso: “13 Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta. 14 Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz.” (Tg 1:13-14) Discuta: Se você controlar seus pensamentos consegue controlar quase todas suas tentações.

c. Você não pode ser tentado por uma coisa que você não pensa.

d. Se você encher sua mente da Palavra de Deus você não poderá ser tentado.

Reunião da Célula

1. Encontro

a. Enquanto as pessoas forem chegando, você pode deixar uma música de fundo rodando no ambiente. Isto ajuda a preparar o ambiente para célula e deixa mais descontraído.

b. Nunca deixe de dar muita atenção para os novos na célula. Eles precisam se sentir especiais (como realmente são).

c. Peça para as pessoas que trouxeram os visitantes, apresentarem estas pessoas. Receba a todos com muita expectativa e amor.

d. Quebra Gelo: Pergunta: Você já mudou de casa alguma vez? Conte como foi a experiência!

2. Exaltação

a. Se houver possibilidade, cante dois cânticos bem alegres. Se não há quem toque um instrumento, seria interessante que se tenha um aparelho de som e se colocasse uma música pré-selecionada que todos possam cantar juntos. Pode ser até um celular.

b. A presença de Deus é que faz com que as pessoas sejam transformadas na célula. Então valorize este momento para todos entenderem que sobretudo a presença de Deus deve ser valorizada e desejada.

c. Ore pelo andamento da célula e por cada pessoa!

3. Edificação

a. A história nos ensina sabedoria. A Bíblia é a sabedoria de Deus. A história da Bíblia nos dá exemplos do que devemos e o que não devemos fazer. Em tempos de insegurança, desertos, e dificuldades temos que aprender como agir para não errarmos.

b. Esta ministração tem o objetivo de levar cada membro de nossa célula a aprender a viver de acordo com a Palavra de Deus em tempos de dificuldades para alcançarmos bom êxito. Precisamos aprender a controlar nossos pensamentos para podermos alcançar os projetos de Deus para nossas vidas.

4. Evangelismo

a. Ore para que cada pessoa aprenda a alinhar seus pensamentos com os pensamentos de Deus para suas vidas!

b. Ore sempre pelas necessidades das pessoas (pode fazer uso da cadeira da bênção para esta oração).

c. Aproveite para levar as pessoas que ainda não conhecem a Jesus a se entregarem a ele.

d. Ore pelas pessoas que estão na lista de oração. Faça algo criativo para elas sentirem verdadeiramente que esta lista é muito importante.

e. Dê os avisos necessários.

f. Orem pela liderança da sua igreja e da Rede Apostólica.

g. NUNCA deixe de compartilhar os objetivos da célula, discutir como estão avançando nestes objetivos, estabelecer estratégias e orar por eles. Faça SEMPRE isto.

h. Não esqueça de fazer mensalmente a REUNIÃO FESTIVA para facilitar trazer novas pessoas para a célula.

Observação: Coloque como objetivo para sua célula cada membro convidar ao menos uma ou mais (mas combine com eles um número específico) novas pessoas a cada semana para a célula durante este próximo mês.

27/07/2020

Veja Mais...

03/Ago/2020

DESCANSAR EM DEUS.