Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Louvor e Adoração > Adoração Para Conquista (Parte 2)

Louvor e Adoração

Adoração Para Conquista (Parte 2)
 

Uma vez que adoração é uma manifestação que acontece no espírito, muitos interpretam adoração como sendo uma expressão de contemplação. Por isso no período de cânticos no culto dizem que celebramos num ritmo mais rápido, louvamos num ritmo médio, mas quando adoramos entramos numa contemplação profunda. A idéia de adoração na mentalidade da maioria dos cristãos da atualidade está intimamente ligada ao abstratismo, ao meditativo e ao contemplativo. Ou seja, interpretam que a adoração é contemplação diante das virtudes e da grandeza de nosso Deus.

Pessoalmente sempre tive problemas com este conceito e suas práticas. Vejo na Bíblia a adoração, nas suas mais diversas formas, produzindo resultados extraordinários. Através do louvor de Davi demônios eram expulsos (I Sm 16:23). Através dos cânticos, exércitos poderosos foram completamente destruídos. (II Cr 20:20-24). Através duma expressão de exaltação da grandeza de Deus, cidades fortificadas foram tomadas (Js 6:20). Além destes exemplos, a adoração produzia milagres e curas extraordinários.

Apesar de na literatura termos um conceito teórico muito claro do que é adoração, na prática o conceito parece não estar sendo corretamente aplicado uma vez que não estamos alcançando os mesmos resultados. Adoração segundo a literatura é “o oferecimento de todo nosso ser a Deus. É a resposta de nosso amor para com Deus e o reconhecimento do que Ele é. Adorar é exaltar os atributos de Deus. Ele é santo, onipotente, onipresente, soberano, eterno, sublime, justo. Ele é amor. Na adoração nos concentramos nas virtudes de Deus. A adoração é o clímax de nosso relacionamento com Deus, é o contato de nosso espírito com o Senhor. É momento de profunda devoção, é mais que palavras, é uma atitude de coração. É um momento de rendição, entrega total ao Senhor por aquilo que Ele é e por nosso amor para com Ele”.

Realmente temos, como definição, muita clareza do que é adoração. Também podemos afirmar que na história da humanidade nunca houve tanto louvor como hoje. A igreja nunca cantou tanto. Nunca houve tanta música cristã sendo veiculada nas rádios. Nunca se venderam tantos CD’s evangélicos. Porém, as manifestações dos milagres não têm sido proporcionais ao louvor produzido. A promessa de Deus é que quando da restauração do tabernáculo de Davi - ou da verdadeira adoração – haveria uma conseqüente conversão de multidões. Verdadeiro avivamento aconteceria conjuntamente com a restauração da adoração. Com base nisto podemos dizer que apesar de tantos avanços na área do louvor, o tabernáculo de Davi ainda não foi restaurado na sua integralidade, pois os resultados advindos de sua restauração ainda não podem ser vistos.

Nestes últimos tempos observamos muitas pessoas dizerem estar adorando em espírito (especialmente num espírito contemplativo). Mas, pelo visto, poucos estão adorando em verdade, pois não temos observado os resultados da verdadeira adoração. A adoração que expulsa demônios, que cura enfermos, que converte os incrédulos, que faz com que batalhas sejam vencidas e que move a mão de Deus ainda não pode ser vista de forma cotidiana.

Ricardo Wagner, apóstolo

25/08/2007

Veja Mais...

27/Jan/2006

Adoração Violenta.