Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos da Célula > DOCE COMO O MEL!

Estudos da Célula

DOCE COMO O MEL!
 

Encontro: Dinâmica quebra gelo. Qual foi, e onde foi, a melhor sobremesa que você já comeu?

Exaltação: 2 ou 3 musicas bem alegres

Edificação: Texto base - “e apartando-se do caminho a ver o leão morto, eis que, no corpo do leão, havia um enxame de abelhas com mel. E tomou-o nas suas mãos e foi-se andando e comendo dele; e foi-se a seu pai e a sua mãe e deu-lhes dele e comeram”. (Juízes 14:8, 9)

Introdução

O maior anseio de todas as pessoas em todos os tempos é “felicidade”.  E muitos, na busca desenfreada pela felicidade fazem qualquer coisa para alcançá-la. Ou seja, poderíamos dizer figurativamente que querem sentir o sabor do mel em sua boca, sem se preocuparem de onde ele vem!

1)   Come mel, meu filho, porque é bom; o favo de mel é doce ao teu paladar. (Provérbios 24:13). O mel é o único produto doce que contém proteínas e diversos sais minerais e vitaminas essenciais à nossa saúde. Além do alto valor energético, possui conhecidas propriedades medicinais, sendo um alimento de reconhecida ação antibacteriana.

Pergunta: Em sua opinião o que nos traz felicidade?

Sugestão de resposta: Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite. Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará. (Salmos 1:1-3). Bem-aventurado significa Felicidade em dobro. Logo, aqueles que seguem os princípios do Senhor, os quais estão expostos em sua palavra, tem felicidade em dobro.

2)   Mas Deus nos alerta que sua palavra é doce como mel, porém torna-se amarga quando digerimos. E tomei o livrinho da mão do anjo, e comi-o; e na minha boca era doce como mel; e, havendo-o comido, o meu ventre ficou amargo. (Apocalipse 10:10). Isso se dá porque nas horas de dificuldades precisamos nos apoiar nas Escrituras e não em nossas emoções ou sentimentos.

Quando recebemos a Palavra de Deus, ela nos alegra muito, pois Suas promessas são tremendas. Mas quando precisamos viver seus princípios, não temos o mesmo sentimento. Um exemplo disso é quando há pessoas que precisamos perdoar. Nossa vontade é contrária ao perdão, no fundo gostaríamos que se dessem mal. Todavia necessitamos perdoar (Mt 6:14).  

Pergunta: Qual experiência que essa passagem se fez real em tua vida? Isto é, você precisou aplicar o principio da Palavra mesmo que não fosse o que você queria?

Sugestão de resposta: muitas vezes sofremos injustiças, e quando isso acontece, temos o desejo de fazer justiça contra aqueles que nos feriram. Entretanto a palavra nos orienta a entregar esse problema nas mãos de Deus, porque Ele nos justificará. Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor. (Romanos 12:19).

3)   Para que uma considerável quantidade de mel se forme são necessários vários dias de produção. Será que esse leão já não estava podre? E o mel, será que cheirava bem? Ou será que o leão já era só a carcaça de ossos? Mas a Bíblia diz que o mel estava “No corpo do leão”. A verdade é que o mel foi mais atrativo para Sansão do que as circunstâncias de sua conservação. Ao provar do mel, Sansão quebrou o seu voto de Nazireu.

Um Nazireu não podia beber ou comer coisa alguma que se faz da vinha. Não podia cortar o cabelo. Nem se chegar a corpo algum morto. Nem mesmo de parentes. (Números 6:1-9).

Pergunta: Você já tomou uma decisão que te afastou dos planos de Deus?

Sugestão de resposta: Fica para nós a lição de que o mal se disfarça de coisas boas e agradáveis como o mel no leão. Em Provérbios há um exemplo de mel em morte: “Porque os lábios da mulher estranha destilam favos de mel, e o seu paladar é mais macio do que o azeite; mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo como a espada de dois fios. Os seus pés descem a morte; os seus passos firmam-se no inferno''. (Pv.5:3,4).

4)   “Apartando-se do caminho”, aquele não era o caminho que Sansão costumava passar. Ele saiu do caminho duas vezes: literalmente e espiritualmente falando.

Que esse episódio sirva para nos despertar e fortificar a ponto de rejeitarmos as ofertas de morte com cobertura de mel.

Pergunta: Como podemos agir para não sairmos do caminho que Deus tem para nós?

Sugestão de resposta: Livre.

 

Evangelismo: incentivar as pessoas ao evangelismo, orar pelos enfermos, não se esqueça de fazer o apelo com os novos.

Estevão Wagner, apóstolo.

25/10/2016

Veja Mais...

24/Ago/2016

O CORAÇÃO DO HOMEM.

 
22/Ago/2016

Recebendo de Jesus.

 
09/Ago/2016

VIVENDO O NOVO DE DEUS.