Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos / Liderança > Unidade Gera Conquista

Estudos / Liderança

Unidade Gera Conquista
 

Texto Base

Porque a ardente expectação da criatura espera a manifestação dos filhos de Deus”. (Romanos 8:19)

Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai”. (João 14:12)

Introdução

Se você me perguntasse qual é o propósito de Deus para minha vida, eu te responderia sem hesitar que é o de conquistar cidades, e o estado do Rio Grande do Sul para o SENHOR JESUS.

Meu maior sonho é ver a cidade de Encruzilhada do Sul ser uma das primeiras, ou a primeira cidade transformada do Brasil. Meu coração bate muito forte por esse alvo. Nesta direção temos investidos nossos recursos financeiros, tempo e tudo que dispomos, pesquisando, mapeando, fazendo batalhas espirituais, atos proféticos, treinando liderança, para que esse sonho se realize. Por esse sonho selamos aliança com o Apóstolo Ricardo e a Rede Apostólica Cristã, surgindo a Comunidade Cristã de Encruzilhada do Sul. Uma vez que o apóstolo é nosso mentor em todos os atos que fizemos a partir de então, nos dando os fundamentos apostólicos para tal façanha. 

Concomitantemente com esse projeto, trabalhamos para que as cidades da região sul do estado passem pelo mesmo processo. Para isso temos aprendido a trabalhar com equipes apostólicas, enviando pessoas treinadas para que reproduzam em tais cidades o processo que estamos construindo em nossa cidade.

Em seu livro oração de evangelismo, Ed Silvoso, descreve o processo de transformação social que uma cidade tem que passar para ser transformada. Dando um entendimento de como temos que agir em nossos esforços pastorais, apostólicos, proféticos e evangelísticos para com as pessoas de nossa cidade. 

O processo de transformação social de uma cidade

Nível 1: Cada ovelha perdida na cidade tem um pastor.

Evidência tangível: Uma cobertura de oração foi edificada sobre toda a cidade – cada quadra, cada bairro – e os cristãos estão intercedendo pelos perdidos de forma consistente e sistemática.

Princípio bíblico: Abençoar os perdidos (Lucas 10:5) - E, em qualquer casa onde entrardes, dizei primeiro: Paz seja nesta casa.

Nível 2: Cada ovelha perdida na cidade sabe quem é seu pastor.

Evidência tangível: Relações amistosas foram estabelecidas com os perdidos por meio de comunhão desinteressada e sem pressão.

Princípio bíblico: Comunhão com os perdidos (Lucas 10:7) - E ficai na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois digno é o obreiro de seu salário. Não andeis de casa em casa.

Nível 3: O clima espiritual da cidade mudou para melhor.

Evidência tangível: O temos de Deus aumentou, à medida que as necessidades prementes dos perdidos foram supridas através de miraculosas respostas de oração e atos de bondade, fazendo com que os perdidos entendessem que Jesus veio ao mundo a fim de salvar os pecadores.

Princípio bíblico: Suprir as necessidades prementes dos perdidos (Lucas 10:9) - E curai os enfermos que nela houver, e dizei-lhes: É chegado a vós o reino de Deus.

Nível 4: A cidade foi transformada, e o Reino está em evidencia por toda a cidade.

Evidência tangível: O Espírito do Senhor está sendo derramado sobre toda a carne, e multidões estão vindo ao Senhor.

Princípio bíblico: O Reino de Deus chegou à cidade (Lucas 10:9) - E curai os enfermos que nela houver, e dizei-lhes: É chegado a vós o reino de Deus.

Cada ovelha perdida tem um pastor

Começando pelo nível 1, vimos que temos que mudar o paradigma, de que pastoreamos apenas o grupo de pessoas que congrega em nossa igreja -  em nosso caso aproximadamente 500 pessoas – para que somos pastores de 25 mil pessoas, ou seja, todas as pessoas que moram no município que estamos conquistando. Estamos pastoreando todas as pessoas. Mesmo as prostitutas, os dependentes químicos, aqueles que mentem, roubam, etc. Todos têm que ter um pastor, ainda que não saibam disso. Temos que clamar pelas suas vidas. Profetizar as bênçãos de Deus, os milagres e o reino de Deus sobre suas vidas.

Pensando desta forma começaremos a ter paz com os incrédulos, uma vez que há uma guerra entre cristãos e não-cristãos. Cristãos querendo levar os incrédulos para Cristo, e incrédulos menosprezando, ridicularizando, e resistindo ao evangelho, e os pregadores. “E, em qualquer casa onde entrardes, dizei primeiro: Paz seja nesta casa”. (Lucas 10:5)

Quanto a tudo que Deus quer realizar na terra, ele usa a intercessão para realizar. Sem os intercessores nenhum plano de Deus vai se realizar. Porque Deus deu, através do SENHOR Jesus (Mt 28:18), toda a autoridade sobre a terra a igreja. É a igreja que tem que ligar na terra os projetos e planos do Todo-poderoso (Mt 18:18). Nossa função é de interceder por cada pessoa perdida para que seja salva. Tirando dos seus olhos os tapumes de fumaça, as escamas, que satanás colocou em seus olhos (II Co 4:4), e as estruturas mentais que vêem dos sofismas ministrados pelo sistema deste mundo (II Co 10:4,5).

Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR fraudulosamente; e maldito aquele que retém a sua espada do sangue”. (Jeremias 48:10). “Quando eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; e tu não o avisares, nem falares para avisar o ímpio acerca do seu mau caminho, para salvar a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade, mas o seu sangue, da tua mão o requererei”. (Ezequiel 3:18). Estes versículos falam do porque devemos fazer a obra do SENHOR. Eu não quero que Deus cobre da minha mão o sangue das pessoas de nossas cidades, e você?

Cada ovelha perdida sabe quem é seu pastor

Após orarmos pelos incrédulos, temos que dar um passo a mais. Devemos começar a incluí-los em nosso oikos (grupo de relacionamentos). Tendo assim comunhão com os incrédulos. Temos que começar a nos socializarmos com eles. Irmos a festas onde estão. Visitá-los, sem pressioná-los quanto ao evangelho. Temos que pastoreá-los. Já que as maiorias das pessoas não querem ouvir a palavra de Deus porque pensam que têm que se transformar em ET’s, quando vão para a igreja. Tem que virarem pessoas completamente diferentes do que eram. E se conviverem com cristãos saudáveis, que tem hábitos saudáveis, que não se deixam influenciar pelo mundo, certificando-se de que o evangelho, e a comunhão com o Criador traz qualidade de vida, logo estarão abertos para o evangelho.

Após você ter comunhão com os incrédulos, você saberá qual a maior necessidade que eles têm. Assim você pode oferecer-se para orar por suas necessidades. E mesmo que não creiam em sua oração, eles vão saber que você crê, e pela sua fé Deus vai operar um milagre na vida deles. Assim você vai estar cumprindo o nível três de transformação social.

Ao verificarem que um milagre aconteceu em suas vidas devido a nossa oração, as pessoas estarão prontas para ouvir o evangelho. Estarão prontas para entregarem seu coração a Jesus, não simplesmente por religiosidade ou pressão, mas com amor por um Deus que é fiel, amoroso e milagroso. 

Conclusão

Para alcançarmos estes níveis de transformação, precisamos ter unidade. Unidade para alcançarmos nossos objetivos.

Eles são um só povo e falam uma só língua, e começaram a construir isso. Em breve nada poderá impedir o que planejam fazer”. (Gn 11:06)

Ter um objetivo comum. “E começaram a construir isso”.

Tinham unidade. “Eram um só povo”

Eles tinham comunicação. “Falavam uma só língua”.

Deus não tinha esse propósito para o homem, mas o propósito de que o homem enchesse toda a terra. Então Deus precisava agir para que o homem cumprisse o propósito pelo qual havia sido criado. E o SENHOR feriu a comunicação do homem. Logo, quando não temos comunicação, quando não falamos uma só língua, os outros dois itens caem por terra.

Estevão Wagner, pastor.

29/03/2011

Veja Mais...

04/Mar/2011

Getsêmani do Líder.

 
12/Jan/2011

Contraste de Líderes.

 
05/Set/2008

A Arte de Saber Esperar.