Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos da Célula > RENÚNCIA

Estudos da Célula

RENÚNCIA
 

Renúncia (Ricardo Wagner, ap.)

Texto Base: Leia Lc 14:25-35

No texto acima podemos ver que grande multidão estava seguindo a Jesus (v.25). Não era de se admirar que muitos o estavam seguindo, uma vez que ele realizava milagres extraordinários e livrava as pessoas de seus sofrimentos. Neste ponto (quando muitos o seguiam) Jesus mostrou que havia certas condições para tornarem-se verdadeiros discípulos. Jesus descreve aqui 3 condições para seus seguidores efetivamente tornarem-se discípulos:

1. Primeira Condição: Amar mais ao Senhor e ao evangelho que a tudo de mais valor.

Lc 14.26 – “Se alguém vem a mim e não aborrece (ama menos) a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.”

Jesus diz que Deus precisa ser o primeiro e acima de tudo na vida de um verdadeiro discípulo. Na vida de Abraão, percebemos que ele deixou tudo para trás para seguir o chamado que havia recebido de seu Senhor.

Gn 12:1-4 – “1 Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; 2 de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma bênção! 3 Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra. 4 Partiu, pois, Abrão, como lho ordenara o SENHOR, e Ló foi com ele. Tinha Abrão setenta e cinco anos quando saiu de Harã."

PERGUNTAS: Como em nossa vida podemos na prática dizer que Deus está acima de tudo para nós?

2. Segunda Condição: Tomar a Cruz

Lc 14.27 – “E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo.”

Nesta segunda condição, Jesus fala para estarmos dispostos a abrir mão daquilo que é o mais precioso para nós para nunca abrirmos mão dele. Abraão novamente foi um exemplo. Quando Deus pediu o que ele tinha de mais precioso, Abraão imediatamente entregou seu filho:

Gn 22:1-3 – “1 Depois dessas coisas, pôs Deus Abraão à prova e lhe disse: Abraão! Este lhe respondeu: Eis-me aqui! 2 Acrescentou Deus: Toma teu filho, teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá; oferece-o ali em holocausto, sobre um dos montes, que eu te mostrarei. 3 Levantou-se, pois, Abraão de madrugada e, tendo preparado o seu jumento, tomou consigo dois dos seus servos e a Isaque, seu filho; rachou lenha para o holocausto e foi para o lugar que Deus lhe havia indicado.”

PERGUNTAS: Por que você entende que Deus colocou Abraão a prova? Obs: Quando Abraão foi aprovado Deus disse: “pois agora sei que temes a Deus, porquanto não me negaste o filho, o teu único filho.” (Gn 22:12)

3. Terceira Condição: Parece ser planejamento, mas...

Nesta terceira condição Jesus usa dois exemplos para explicar:

Primeiro exemplo: Lc 14:28-30 – “28 Pois qual de vós, pretendendo construir uma torre, não se assenta primeiro para calcular a despesa e verificar se tem os meios para a concluir? 29 Para não suceder que, tendo lançado os alicerces e não a podendo acabar, todos os que a virem zombem dele, 30 dizendo: Este homem começou a construir e não pôde acabar.”

Neste exemplo Jesus fala da falta de recursos para uma edificação. Ele usa este exemplo para falar do reconhecimento de nossas limitações, fraquezas que impedirão de levar a cabo um projeto.

Segundo exemplo: Lc 14:31-32 – “31 Ou qual é o rei que, indo para combater outro rei, não se assenta primeiro para calcular se com dez mil homens poderá enfrentar o que vem contra ele com vinte mil? 32 Caso contrário, estando o outro ainda longe, envia-lhe uma embaixada, pedindo condições de paz.”

Neste segundo exemplo Jesus fala de um rei que reconhece suas limitações e fraquezas e se não se submeter irá ser completamente derrotado! Na verdade Jesus não está falando de planejamento, mas de renúncia de si mesmo, de seu próprio orgulho e do reconhecimento que por si próprio não conseguirá cumprir com seu propósito. É isto que ele explica no próximo versículo:

Lc 14.33 – “Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo.”

Aqui Jesus fala que para que a pessoa seja um verdadeiro discípulo ela precisa estar disposta a morrer para si mesmo, para seu próprio ego. Abraão tinha uma grande oportunidade de enriquecer a custa dos despojos da guerra. Ele tinha direito a isto. Mas Abraão decidiu fazer o que era certo, não o que era mais adequado. Ao vencer a guerra, Abraão não aceitou a oferta do Rei vencido, pois não aceitou ficar rico tirando a glória de Deus.

Gn 14:22-23 – “Levanto a mão ao SENHOR, o Deus Altíssimo, o que possui os céus e a terra, 23 e juro que nada tomarei de tudo o que te pertence, nem um fio, nem uma correia de sandália, para que não digas: Eu enriqueci a Abrão.”

Ao final deste ensinamento poderíamos concluir com o seguinte versículo:

Mt 16:25 – “Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á.”

PERGUNTAS: O que você acha mais difícil abrir mão em sua vida para ser fiel a Jesus? Por que?

 

Reunião da Célula

1. Encontro

a. Enquanto as pessoas forem chegando, você pode deixar uma música de fundo rodando no ambiente. Isto ajuda a preparar o ambiente para célula e deixa mais descontraído.

b. Nunca deixe de dar muita atenção para os novos na célula. Eles precisam se sentir especiais (como realmente são).

c. Peça para as pessoas que trouxeram os visitantes, apresentarem estas pessoas. Receba a todos com muita expectativa e amor.

d. Quebra Gelo: Pergunta: Dos milagres que Deus fez descritos na Bíblia, qual deles você acha ser o mais explêndido/fantástico?

2. Exaltação

a. Se houver possibilidade, cante dois cânticos bem alegres. Se não há quem toque um instrumento, seria interessante que se tenha um aparelho de som e se colocasse uma música pré-selecionada que todos possam cantar juntos. Pode ser até um celular.

b. A presença de Deus é que faz com que as pessoas sejam transformadas na célula. Então valorize este momento para todos entenderem que sobretudo a presença de Deus deve ser valorizada e desejada.

c. Ore pelo andamento da célula e por cada pessoa!

3. Edificação

a. Para atrair pessoas, muitos pregadores estão apenas apregoando um evangelho sem que a renúncia do próprio eu faça parte. Na verdade (em alguns casos) a busca pelo próprio ego tem levado a muitos cristão a serem egoístas e egocêntricos.

b. Esta ministração tem como objetivo a levar os membros de nossa célula a aprender que podemos descansar em Deus, mas também ele nos ensina a buscarmos e amarmos a Ele acima de todas as coisas.

4. Evangelismo

a. Ore para que as pessoas de sua célula estejam prontas para viverem com um coração voltado 100% para o Senhor. Que nada seja de mais valor ou de mais importância para eles que servirem a um Deus tão tremendo.

b. Ore sempre pelas necessidades das pessoas (pode fazer uso da cadeira da bênção para esta oração).

c. Aproveite para levar as pessoas que ainda não conhecem a Jesus a se entregarem a ele.

d. Ore pelas pessoas que estão na lista de oração. Faça algo criativo para elas sentirem verdadeiramente que esta lista é muito importante.

e. Dê os avisos necessários.

f. Orem pela liderança da sua igreja e da Rede Apostólica.

g. NUNCA deixe de compartilhar os objetivos da célula, discutir como estão avançando nestes objetivos, estabelecer estratégias e orar por eles. Faça SEMPRE isto.

h. Não esqueça de fazer mensalmente a REUNIÃO FESTIVA para facilitar trazer novas pessoas para a célula.

Observação: Mesmo com a segunda onda da Pandemia, tente manter sua célula ativa com todos os cuidados. Todas vezes que deixamos de fazer uma reunião de célula baixamos o nível de mobilização. Por isto, devemos nos esforçar para não interrompermos as reuniões de célula. Se deixarmos de fazer a reunião por algumas semanas, provavelmente quando quizermos retornar, a célula já não mais existirá.

14/12/2020

Veja Mais...

07/Dez/2020

O AMOR QUE SE IMPORTA.

 
23/Nov/2020

SERVIR 'A DEUS.

 
16/Nov/2020

RESTA UM DESCANSO.