Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos da Célula > QUEM SOMOS

Estudos da Célula

QUEM SOMOS
 

Quem Somos (Ricardo Wagner, Ap.)

Segundo a Palavra de Deus um dos principais cuidados que devemos ter em nossas vidas é “guardar o que entra em nosso coração”, ou seja, cuidar de nossos pensamentos:

Pv 4:23 – “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.”

Um das idéias que mais influenciam em nossas vidas é o pensamento que temos a nosso próprio respeito, a concepção de quem somos e qual nosso destino. O pensamento que temos de nós mesmos é construído através dos anos pelas situações que vivemos. Desta forma, a imagem que temos a respeito de nós mesmos é influenciada por diversos fatores:

a. O que ouvimos de nossos pais, professores, chefes, amigos e outras pessoas que consideramos importantes moldam o pensamento a nosso respeito. Se nos elogiaram e nos valorizaram ou se nos rejeitaram e desmereceram gera uma autoimagem completamente diversa.

b. As experiências que tivemos determinam o pensamento a nosso respeito. Quando empreendemos algo e alcançamos êxito em nossa mente fica gravado que somos pessoas bem-sucedidas. Se, todavia, não alcançamos bons resultados fica em nossa mente gravado que somos pessoas derrotadas.

c. As nossas emoções definem muito do que pensamos a nosso respeito. As vezes nos comparamos com outras pessoas e desenvolvemos um pensamento negativo a nosso respeito.

d. Os recursos que disponibilizamos moldam nossa mente sobre o que somos. Como vivemos numa cultura materialista, os recursos que temos (ou não temos) fazem com que julguemos a nós mesmos.

PERGUNTAS: Qual a influência que mais moldou seu pensamento a respeito de si mesmo. Compartilhe um exemplo!

Vemos na Bíblia que a forma de nós pensarmos a respeito de nós mesmos é fundamental para nosso futuro.

Pv 23:7 – “Porque, como (o homem) imagina em sua alma, assim ele é.

Vejamos alguns personagens bíblicos que pensavam de forma errada sobre si mesmas.

a. Jeremias

• Pensava que não passava de uma criança: “Então, lhe disse eu: ah! SENHOR Deus! Eis que não sei falar, porque não passo de uma criança” (Jr 1:6).

• Mas Deus disse que ele era profeta para as nações: “Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci, e, antes que saísses da madre, te consagrei, e te constituí profeta às nações” (Jr 1:5).

b. Amós

• Pensava que era unicamente boiadeiro e plantador de sicômoros: “Respondeu Amós e disse a Amazias: Eu não sou profeta, nem discípulo de profeta, mas boieiro e colhedor de sicômoros” (Am 7:14).

• Mas Deus via nele um profeta: “Então, Amazias disse a Amós: Mas o SENHOR me tirou de após o gado e o SENHOR me disse: Vai e profetiza ao meu povo de Israel” (Am 7:15).

c. Gideão

• Pensava que era uma pessoa completamente inadequada, pois ele e sua família eram pessoas muito pobres e sem condições: “Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu, o menor na casa de meu pai” (Jz 6:15).

• Mas Deus via nele um homem valente capaz de libertar o povo de Israel das mãos dos midianitas: “Então, o Anjo do SENHOR lhe apareceu e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valente. ... Então, se virou o SENHOR para ele e disse: Vai nessa tua força e livra Israel da mão dos midianitas” (Jz 6:12,14a).

d. Moisés

• Pensava que era um completo derrotado depois de cuidar de ovelhas emprestadas no deserto por 40 anos: “Então, disse Moisés a Deus: Quem sou eu para ir a Faraó e tirar do Egito os filhos de Israel?” (Ex 3:11)

• Mas Deus via nele o Libertador de Israel: “Vem, agora, e eu te enviarei a Faraó, para que tires o meu povo, os filhos de Israel, do Egito.” (Ex 3:10)

Jesus veio justamente para nos resgatar destes pensamentos conturbados que temos a nosso respeito. Desde o dia que fizemos Jesus o Senhor de nossas vidas somos novas criaturas e o nosso destino é reestabelecido segundo a vontade de Deus conforme os exemplos acima: “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” (II Co 5:17). Desde que estamos em Cristo não somos mais o que nós pensávamos ser. Nem somos o que os outros dizem que somos. Desde que estamos em Cristo somos o que Deus diz que somos.

PERGUNTAS: O que já mudou e o que deve mudar em sua autoimagem e pensamento de si desde quando creu em Jesus?

Reunião da Célula

1. Encontro

a. Peça para as pessoas que trouxeram os visitantes, apresentarem estas pessoas. Receba a todos com muita expectativa e amor.

b. É sempre importante que as novas pessoas possam levar alguma lembrança da primeira célula que vieram. Organize para sempre ter alguma lembrança para os visitantes que possa deixar marcado em suas vidas.

c. Quebra Gelo. Pergunta: Quando você era pequeno, o que você queria ser na vida?

2. Exaltação

a. Se houver possibilidade, cante dois cânticos bem alegres. Se não há que toque um instrumento, seria interessante que se tenha um aparelho de som e se colocasse uma música pré-selecionada que todos possam cantar juntos. Pode ser até um celular.

b. Lembrem que o louvou é algo que causa confusão na trincheira do inimigo. Então, dentro da possibilidade, com cânticos ou com orações, exalte a Deus e a Jesus e com isto a glória de Deus se manifestará na célula.

3. Edificação

a. Esta ministração quer levar as pessoas a se verem e agirem de acordo com o que Deus vê e quer que elas sejam. Também é interessante leva-las a entender que o projeto que Deus tinha para elas é restaurado desde que conheceram a Jesus.

b. Faça as pessoas se envolverem com as perguntas e assim será possível ministrar transformação iniciando na mente e posteriormente em suas atitudes.

4. Evangelismo

a. Conforme as pessoas compartilharam nas perguntas, ore para que haja transformação e mudança na vida destas pessoas.

b. Ore por todas as pessoas da célula para cada dia sejam mais aquilo que Deus deseja que sejam.

c. Aproveite para levar as pessoas que ainda não conhecem a Jesus a se entregarem a ele.

d. Ore pelas pessoas que estão na lista de oração. Faça algo criativo para as pessoas sentirem verdadeiramente que esta lista é muito importante.

e. Dê os avisos necessários.

f. Orem pela liderança da sua igreja e da Rede Apostólica.

g. NUNCA deixe de compartilhar os objetivos da célula, discutir como estão avançando nestes objetivos, estabelecer estratégias e orar por eles. Faça SEMPRE isto.

Observação:

Uma célula não é um grupo fechado. Pelo contrário. Ela tem o objetivo de sempre estar incluindo novas pessoas. Então, muito cuidado para que a prioridade não seja a conversa entre as pessoas que já pertencem a célula, mas com os novos participantes.

25/02/2019

Veja Mais...

18/Fev/2019

O PODER DA GRATIDÃO 2.

 
11/Fev/2019

CEDO ESQUECERAM.

 
29/Out/2018

A ORAÇÃO DE JABEZ.

 
29/Out/2018

A ORAÇÃO DE JABEZ.