Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos da Célula > O GRANDE LEGADO

Estudos da Célula

O GRANDE LEGADO
 

O Grande Legado (Ricardo Wagner, ap.)

O Apóstolo Paulo escreveu ao menos 13 dos 27 livros do Novo Testamento. Os livros eram cartas escritas a igrejas ou a pessoas específicas. Paulo sempre foi muito educado em suas cartas, sempre apresentando-se e fazendo uma introdução calorosa. Quando encerrava as cartas também sempre mandava saudações e se despedia cordialmente abençoando seus ouvintes. Na carta escrita para igreja de Roma, em sua despedida ele saúda a muitas pessoas (Rm 16:3-16), mas uma pessoa chama a atenção em especial: Rufo!

Rm 16:13 – “Saudai Rufo, eleito no Senhor, e igualmente a sua mãe, que também tem sido mãe para mim.”

Quem era Rufo que Paulo, de uma forma tão carinhosa, manda saudações? Para termos esta resposta temos que voltar ao caminho que Jesus fazia até a cruz! Quando Jesus estava sendo levado para a cruz, em meio ao caminho encontraram um “cireneu, chamado Simão, que vinha do campo, puseram-lhe a cruz sobre os ombros, para que a levasse após Jesus” (Lc 23:26). No livro de Marcos esta passagem nos é relatada assim: “E obrigaram a Simão Cireneu, que passava, vindo do campo, pai de Alexandre e de Rufo, a carregar-lhe a cruz” (Mc 15:21).

Neste texto vemos que Rufo era filho de Simão Cireneu. Cireneu não era o sobrenome de Simão, mas a referência da cidade de onde ele vinha: Cirene. Cirene era uma cidade romana que se encontrava na atual Líbia. No tempo de Cristo, naquela cidade, havia uma colônia de Judeus e muitos, no período da Páscoa, iam até Jerusalém para celebrar a festa. Sendo procedente desta região, provavelmente Simão Cireneu era negro e consequentemente Rufo, seu filho, também.

Quando Marcos escreve seu evangelho, provavelmente ele estava e Roma (para onde Paulo escreveu sua carta referenciando a Rufo), e se referencia a Rufo no seu evangelho, pois neste tempo deveria ser um conhecido cristão naquela cidade. Nesta linda história vemos o legado que Simão, o cireneu deixou. Paulo saúda Rufo com uma das mais belas declarações que alguém poderia receber do apóstolo. Além do mais Paulo faz referência a mãe de Rufo, esposa de Simão, como se fosse sua própria mãe. Simão Cireneu deixou seu nome e de toda sua família (esposa, e seus dois filhos) registrado no livro mais importante da humanidade. Levou a cruz de Cristo e foi honrado por Deus! Que legado!

PERGUNTAS: Simão Cireneu levou a cruz de Cristo e valeu a pena. Você crê que vale a pena carregar a cruz por Cristo?

Temos outra história na Bíblia que nos emociona e nos conta de um legado! A história de Calebe.

Calebe era filho de Jefoné, que não era israelita, e sim do povo quenezeu (Nm 32:12; Gn 15:19). Os quenezeus eram um povo semita descendentes de Esaú e não de Jacó (Gn 36:15,42). Porém, por ter mãe hebreia da tribo de Judá, era autêntico israelita que foi escolhido para representar sua tribo juntamente com os 12 príncipes dos hebreus que Moisés enviou para espiar a terra de Canaã. Ao retornarem de sua missão, juntamente com Josué ele deu relato positivo da terra: “A terra pelo meio da qual passamos a espiar é terra muitíssimo boa. 8 Se o SENHOR se agradar de nós, então, nos fará entrar nessa terra e no-la dará, terra que mana leite e mel. 9 Tão-somente não sejais rebeldes contra o SENHOR e não temais o povo dessa terra, porquanto, como pão, os podemos devorar; retirou-se deles o seu amparo; o SENHOR é conosco; não os temais” (Nm 14:7-9). Mas de nada adiantou naquele momento, pois o povo já havia sido instigado negativamente pelos outros 10 espias que era impossível conquistar a terra. Por isto veio uma maldição sobre todos os hebreus acima de 20 anos com exceção de Josué e Calebe: “29 Neste deserto, cairá o vosso cadáver, como também todos os que de vós foram contados segundo o censo, de vinte anos para cima, os que dentre vós contra mim murmurastes; 30 não entrareis na terra a respeito da qual jurei que vos faria habitar nela, salvo Calebe, filho de Jefoné, e Josué, filho de Num” (Nm 14:29-30).

Após quarenta anos de peregrinação no deserto, ao entrar em Canaã, cada tribo recebeu a responsabilidade de ocupar o território que lhe havia sido designado por sorteio. Naquele tempo, Calebe já era um homem idoso, porém reivindicou a Hebrom, mesmo que era terra de gigantes e aos 85 conquistou este território não restando um só gigante (Js 14:6-15). Calebe era um homem de um espírito diferente (Nm 14:24). Um homem de fé. E deixou um legado!

A filha de Calebe chamava-se Acsa. Ela casou-se com Otniel, filho do irmão de Calebe. Após a morte de Josué os Israelitas começaram a adorar os deuses dos povos da terra de Canaã – Baal e Astarote. Por isso foram conquistados pelo rei da Mesopotâmia. Então “9 clamaram ao SENHOR os filhos de Israel, e o SENHOR lhes suscitou libertador, que os libertou: Otniel .... 10 Veio sobre ele o Espírito do SENHOR, e ele julgou a Israel; saiu à peleja, e o SENHOR lhe entregou nas mãos a Cusã-Risataim, rei da Mesopotâmia, contra o qual ele prevaleceu. 11 Então, a terra ficou em paz durante quarenta anos. Otniel ..., faleceu” (Jz 3:9-11). Calebe foi o sogro de Otniel (seu sobrinho), o primeiro grande Juiz que Deus levantou para libertar Israel naquela época. Que legado!!! Um sobrinho casado com sua filha como o primeiro juiz de Israel.

PERGUNTAS: Calebe foi homem que creu nas promessas e foi honrado por Deus. Como você entende que seu futuro e o futuro de sua descendência será afetado por aquilo que você crê e faz para Deus? Você tem um exemplo?

Reunião da Célula

1. Encontro

a. Enquanto as pessoas forem chegando, você pode deixar uma música de fundo rodando no ambiente. Isto ajuda a preparar o ambiente para célula e deixa mais descontraído.

b. Nunca deixe de dar muita atenção para os novos na célula. Eles precisam se sentir especiais (como realmente são).

c. Peça para as pessoas que trouxeram os visitantes, apresentarem estas pessoas. Receba a todos com muita expectativa e amor.

d. Quebra Gelo. Pergunta: Quais as coisas mais parecidas entre você e seus pais?

2. Exaltação

a. Se houver possibilidade, cante dois cânticos bem alegres. Se não há que toque um instrumento, seria interessante que se tenha um aparelho de som e se colocasse uma música pré-selecionada que todos possam cantar juntos. Pode ser até um celular.

b. A presença de Deus é que faz com que as pessoas sejam transformadas na célula. Então valorize este momento para todos entenderem que sobretudo a presença de Deus deve ser valorizada e desejada.

c. Ore pelo andamento da célula e por cada pessoa!

3. Edificação

a. O objetivo desta ministração é mostrar que mesmo pagando um preço temos a recompensa e deixamos um legado para as futuras gerações

b. Leve as pessoas a perceberem que o futuro de sua vida e seus filhos terá a recompensa devida. Tudo o que for plantado será colhido.

c. Estamos vivendo numa sociedade que olha apenas para as coisas presentes e imediatas. Olham para a casa e o carro que as pessoas têm. Mas não olham para o que estas pessoas fizeram para obterem isto. O preço que pagaram. O quanto trabalho foi necessário. Assim, a mesma coisa acontece com as coisas espirituais. As pessoas estão olhando apenas para o resultado imediato. Se não tem o resultado que desejam imediatamente abandonam tudo. Há um preço a ser pago. Uma cruz a ser carregada. Uma conquista a ser feita.

4. Evangelismo

a. Ore para que as pessoas vivam por uma visão que lhes trará resultados eternos e não apenas para seu bem estar momentâneo.

b. Ore sempre pelas necessidades das pessoas (pode fazer uso da cadeira da bênção para esta oração).

c. Aproveite para levar as pessoas que ainda não conhecem a Jesus a se entregarem a ele.

d. Ore pelas pessoas que estão na lista de oração. Faça algo criativo para as pessoas sentirem verdadeiramente que esta lista é muito importante.

e. Dê os avisos necessários.

f. Orem pela liderança da sua igreja e da Rede Apostólica.

g. NUNCA deixe de compartilhar os objetivos da célula, discutir como estão avançando nestes objetivos, estabelecer estratégias e orar por eles. Faça SEMPRE isto.

h. Não esqueça de fazer mensalmente a REUNIÃO FESTIVA para facilitar trazer novas pessoas para a célula.

Observações:

Um dos segredos de uma boa célula é saber fazer boas perguntas para que as pessoas interajam na ministração e todos participem. As perguntas que colocamos na ministração são apenas sugestões. Você pode e deve fazer outras perguntas para os membros da célula. Tantas quanto quiser. Tente sempre fazer perguntas que não são simplesmente respostas objetivas como sim ou não. Faça perguntas que as pessoas precisem responder abrindo seu coração e expondo sua alma.

30/07/2019

Veja Mais...

22/Jul/2019

COISAS NOVAS.

 
09/Jul/2019

A PALAVRA CRIATIVA.