Rádio Online
 
 
pub
Home > Estudos > Estudos da Célula > Nada é Difícil Demais Para Deus

Estudos da Célula

Nada é Difícil Demais Para Deus
 

Nada é Difícil Demais Para Deus (Ricardo Wagner, ap.)

O profeta Jeremias estava vivendo tempos muito difíceis. Jerusalém havia sido completamente destruída pelos Babilônicos e o povo levado como escravo. A cidade foi completamente destruída. Os muros derrubados. O templo destruído. Restaram na cidade as pessoas velhas, doentes e incapazes. Era uma situação desoladora.

Ne 1:3 TB – “Os restos que ficaram do cativeiro lá na província estão em grande aflição e opróbrio. Os muros de Jerusalém estão demolidos, e as suas portas, consumidas do fogo.”

O profeta continuamente havia alertado, mas nem o rei, nem o povo escutou ao profeta. Olhando a cidade completamente devastada seria muito difícil crer que um dia poderia aquele lugar voltar a ser uma cidade pujante. Mas Jeremias sabia que Deus restauraria a sorte de Jerusalém. Diante deste quadro ele exclamou:

Jr 32:17 – “Ó Soberano SENHOR! Tu fizeste os céus e a terra com tua mão forte e teu braço poderoso. Nada é difícil demais para ti!

Diante daquele cenário de improbabilidade e impossibilidade Jeremias lembrou do que Deus fez no Egito. Em continuidade a sua exclamação mostrou como Deus agiu para libertar seu povo do homem e da nação mais poderosa do mundo!

Jr 32:20-21 – “20 Realizaste sinais e maravilhas na terra do Egito, feitos lembrados ainda hoje. E continuas a fazer grandes milagres em Israel e em todo o mundo. Por isso o teu nome é famoso até hoje. 21 “Tiraste Israel do Egito com sinais e maravilhas, com mão forte e braço poderoso e com grande terror.”

Muitas vezes olhamos para os pequenos problemas e temos certa facilidade de crer no poder de Deus para resolvê-los. Mas quando as coisas são muito grandes, limitamos a nossa fé e o poder de Deus. Por uma situação que também parecia impossível o anjo do Senhor exclamou a Abraão: “Por acaso, existe algo demasiadamente difícil para o Senhor?” (Gn 18:14)

PERGUNTAS: Como é para você: consegues crer em Deus da mesma forma diante de pequenos problemas e de grandes dificuldades?

Para Deus, não existe “grande” problema. Na verdade, o que a Bíblia nos dá a entender, é que quanto “maior” o problema, “mais fácil” é para Ele! Vamos ver esta situação em uma experiência com Jesus.

Na caminhada de Jesus aqui na terra temos o relato de que Ele multiplicou duas vezes pães e peixes.

Na primeira multiplicação, 5.000 homens (fora mulheres e crianças) foram alimentados. Para a multiplicação dos pães e peixes para esta quantidade de pessoas foram necessários apenas cinco pães e dois peixinhos para alimentar aquela multidão e ainda sobraram doze cestos cheios. (Leia Mateus 14:15–21).

Mt 14:19b-20 – “18 “Tomou (Jesus) os cinco pães e os dois peixes, olhou para o céu e os abençoou. Então, partiu os pães em pedaços e os entregou a seus discípulos, que distribuíram às multidões. 20 Todos comeram à vontade, e os discípulos recolheram doze cestos com as sobras. 21 Os que comeram foram cerca de cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças.

Na segunda multiplicação haviam presentes 4.000 homens (fora mulheres e crianças). Mas para alimentar a pequena multidão de 4.000, foram necessários sete pães e alguns peixinhos. (Leia Mateus 15: 32–38).

Mt 15:36-38 – “36 Tomou os sete pães e (alguns) peixes, agradeceu a Deus e os partiu em pedaços. Em seguida, entregou-os aos discípulos, que os distribuíram à multidão. 37 Todos comeram à vontade, e os discípulos recolheram, ainda, sete cestos grandes com as sobras. 38 Os que comeram foram quatro mil homens, sem contar mulheres e crianças.”

No pensamento lógico do homem, deveria ser necessário mais pães para alimentar mais pessoas. Mas não é assim com Deus. Jesus precisou menos pães para alimentar mais pessoas e ainda sobrou mais. Esta é a maneira de Deus nos dizer que quanto "maior" o problema, "mais fácil" é para ele. Não estou dizendo que pequenos problemas são difíceis para Deus. Mas é tão encorajador pensar que é “mais fácil” para Deus curar câncer do que dores de cabeça!

PERGUNTAS: Se você for solicitado para orar por alguém com uma dor de cabeça ou com um câncer terminal, qual situação você tem mais facilidade de crer na cura? Como isto pode mudar diante daquilo que vimos na multiplicação dos pães e peixes?

 

Reunião da Célula

1. Encontro

a. Enquanto as pessoas forem chegando, você pode deixar uma música de fundo rodando no ambiente. Isto ajuda a preparar o ambiente para célula e deixa mais descontraído.

b. Nunca deixe de dar muita atenção para os novos na célula. Eles precisam se sentir especiais (como realmente são).

c. Peça para as pessoas que trouxeram os visitantes, apresentarem estas pessoas. Receba a todos com muita expectativa e amor.

d. Quebra Gelo: Pergunta: Você já estava diante de uma pessoa que passava por uma grande dificuldade aos olhos dela, mas para você era muito fácil de resolver? Conte esta experiência!

 

2. Exaltação

a. Se houver possibilidade, cante dois cânticos bem alegres. Se não há quem toque um instrumento, seria interessante que se tenha um aparelho de som e se colocasse uma música pré-selecionada que todos possam cantar juntos. Pode ser até um celular.

b. A presença de Deus é que faz com que as pessoas sejam transformadas na célula. Então valorize este momento para todos entenderem que sobretudo a presença de Deus deve ser valorizada e desejada. c. Ore pelo andamento da célula e por cada pessoa!

 

3. Edificação

a. Em nossa vida nos encontramos diante de circunstâncias que nos parecem impossíveis de serem solucionadas. Estas situações eventualmente nos parecem tão grandes aos nossos olhos que nem sequer conseguimos crer que o próprio Deus possa fazer algo. Conseguimos crer na intervenção de Deus em pequenas coisas, mas quando estamos diante de grandes gigantes nos amedrontamos.

b. Esta ministração tem o objetivo de levar os membros de nossa célula olhar para Deus como aquele que pode mudar toda e qualquer circunstância. Não importa o tamanho da dificuldade que estamos vivendo. O Deus que servimos é o mesmo. Para ele não há distinção entre o grande e o pequeno!

 

4. Evangelismo

a. Ore para que as pessoas de sua célula aprendam a crer em toda e qualquer circunstância crendo no poder de seu Deus não importando o tamanho de sua dificuldade.

b. Ore sempre pelas necessidades das pessoas (pode fazer uso da cadeira da bênção para esta oração).

c. Aproveite para levar as pessoas que ainda não conhecem a Jesus a se entregarem a ele.

d. Ore pelas pessoas que estão na lista de oração. Faça algo criativo para elas sentirem verdadeiramente que esta lista é muito importante.

e. Dê os avisos necessários.

f. Orem pela liderança da sua igreja e da Rede Apostólica.

g. NUNCA deixe de compartilhar os objetivos da célula, discutir como estão avançando nestes objetivos, estabelecer estratégias e orar por eles. Faça SEMPRE isto.

h. Não esqueça de fazer mensalmente a REUNIÃO FESTIVA para facilitar trazer novas pessoas para a célula.

 

Observação: Estamos vivendo num momento de “depressão” social. Todos estrategistas ensinam que este é o melhor momento de desenvolver grandes coisas. A inércia faz com que as pessoas que já estão devagar em suas atividades fiquem ainda mais passivas. Mas justamente neste momento de pasividade que temos que nos mobilizar e conseguir os resultados que nunca alcançamos ainda em nossas vidas. Não deixe que o momento lhe influencie para passividade. Levante-se! Convide novas pessoas para sua célula. Desafie sua célula a crescer como nunca cresceu. Tudo está a seu favor!

01/09/2020

Veja Mais...

10/Ago/2020

FIXAR OS OLHOS EM JESUS.